SIGA



O-Sensei
Morihei Ueshiba
(1883-1969)
Fundador do Aikido

O CÍRCULO

Em setembro de 2001 o sensei Gentil chegava ao Brasil, de volta de uma viagem ao Japão que havia durado 15 anos. Da mesma forma inesperada com que tinha partido rumo ao desconhecido aos 21 anos, retornava para começar uma nova jornada que ele ainda não sabia como seria. Depois de pouco tempo, alguns velhos amigos, outros novos, se reuniam num pequeno dojo no Leblon para treinar Aikido com o novo sensei. Ali começava o Círculo de Aikido.

Sensei Gentil trouxe uma bagagem excepcional dessa longa imersão na cultura japonesa e no Aikido praticado no Hombu Dojo, cultivada numa prática diária e obsessiva com todos os grandes mestres em atividade. Teve o prazer e honra de treinar com o Doshu Kisshomaru Ueshiba, filho do fundador e também com o atual Doshu Moriteru Ueshiba, neto do O Sensei. Treinou também com os senseis Kisaburo Osawa, Sadateru Arikawa, Seigo Yamaguchi, Ichiro Shibata, Hiroshi Tada shihan, Seijuro Masuda shihan, Nobuyuki Watanabe shihan, Seishiro Endo shihan, Masatoshi Yasuno shihan, Shoji Seki shihan, Koichi Toriumi shihan, Tsuruzo Miyamoto shihan, Yoshiaki Yokota shihan, Hayato Osawa shihan.

No Círculo de Aikido temos a oportunidade de aprender detalhes, variações e sutilezas nas técnicas ensinadas pelo sensei Gentil, quando demonstra os estilos desses experientes senseis.

A principal influência, sem dúvida, é do shihan Tsuruzo Miyamoto, a quem o sensei Gentil está ligado e que se tornou uma referência para o Círculo de Aikido. Tivemos o grande prazer de realizar um seminário com o shihan Miyamoto no Rio de Janeiro, em 2009, que também contou com a presença de aikidocas de São Paulo, Londrina, Brasília, Recife e da Argentina.

O sensei Gentil retorna ao Japão regularmente para rever os inúmeros amigos no Hombu Dojo e manter seu Aikido sempre atualizado.

O Círculo de Aikido é um grupo aberto e que mantém boas relações com outros grupos de Aikido, o que é fundamental não só para que seminários internacionais com grandes mestres sejam viabilizados, mas também para o crescimento do Aikido no nosso país. Achamos que esse espírito aberto, tão longe da política o quanto possível, é a essência do Aikido, tal qual preconizada por O Sensei, por exemplo, quando fazia o paralelo entre a resolução de conflitos e a técnica do Aikido.

Essa atmosfera de bom convívio levou o Círculo de Aikido a formar novos braços, como os dojos afiliados de Recife, dos queridos senseis Wilson TenórioPaulo Gurgel e Mario Morato e Márcio Shinozaki.

Seja sempre bem-vindo ao Círculo de Aikido.